Coisas de mar, ilhas e tesouros.

– “Às vezes você se encontra em um caminho que você nunca esperou. O que não significa que não pode levá-lo a um lugar bonito.” Geillis Duncan – Outlander 


Passamos por caminhos tortos, machucados e espinhos fincam nas suas pernas que cansadas tentam se escorregar e deitar-se na primeira copa de árvore que enxerga, seus olhos lacrimejam de tanto fitar o sol em pleno deserto, e quando lhe falta o ar, eis que a noite cai e o frio noturno do Universo vem devagar para abrandar seus demônios, fechando os olhos e claramente se reerguendo novamente, sua força que hora se esquivou de ti, regressa com maior força. Somos frascos vazios que com um tempo nos enchemos de coisas boas ou não dependendo das nossas ações.


A teoria das ILHAS.

Estamos num imenso mar, e nele somos gotas milenares que atravessamos milhares de tempos, como uma larga produção de neurônios. O mar para onde olhares é o mesmo, as vezes muda de cor em alguns lugares, mas continua sendo o mesmo mar. Cuidando de nós para que nossa essência de gota não se misture ao mar escuro, vamos mantendo nossa essência e jamais tornar-se o mesmo como mesmos são. Ilhas magicas em diversos pontos deste mar, aguarda sua trajetória até elas, sua primeira ilha é de fato a mais bela e cheia de recursos que parecem infindáveis. Tu te encantarás na primeira visão, pois tu és uma gota primitiva se não explorar outras ilhas. Devemos ter em nossas consciências a vontade de se explorar internamente e a audácia e coragem de saltar pelas as outras pequenas ilhas. Toda ilha, grande ou pequena guarda segredos únicos para sua vida. Se a gota que antes era milenar, acomodar-se em estar em uma unica ilha por toda sua existência ela se torna uma simples gota primitiva sem a real essência do conhecer, depois que essas gotas se transformam, conhecendo as mais diversas ilhas pelo mar, quando um dia ela se regar da mais pura essência do existir, então ela poderá navegar pelas águas do mar com tranquilidade sem perigo de tornar apenas parte do todo. Somos universos únicos.







Um imenso mar
E um imenso deserto habita em mim
Longos oceanos cobertos de estrelas
Longas vidas cansadas e carregando bagagens que os outros não querem ouvir.

A história de nós.



Quando nasci, estavas mais vivo e sorridente, antes que eu pudesse enxergar suas lágrimas pela primeira vez, deitei-me sob o véu escuro do universo, senti-me caindo sob um abismo onde todas as cinzas passadas eram-me como meras lembranças e quimeras perdidas. Tu eras o sorriso mais bonito em toda a galaxia e tu estavas sempre lá de pé diante daquele horizonte Sol-Lunar. Eu podia avistar todas as cores do ventos e todas as danças sincronizadas da grama roxa que cheias de gelo brotavam abaixo dos meus pés; 

Eu estava congelando na escuridão do infinito, fazia um frio exagerado e uma voz eloquente era sempre em forma de sussurro noturno sob camadas e mais camadas de estrelas felizes e planetas honestos. Eu o ouvia sem antes de tudo saber em qual localização estavas, eu o ouvia sempre chamar, com suas lágrimas ácidas de uma vida de mágoas. Continuei em uma jornada por rumos jamais antes direcionadas. Perplexa diante de tantas maravilhas que o mundo tinha guardado para nós. Sozinha. Em uma jornada. 

Ouvi-te, e no dia de meu nascimento, tuas lágrimas findaram, meus pés tornaram-se firmes sob o berço da terra e jurei mostrar-te todo o meu mundo de galaxias infinitas. Quando vi seu primeiro sorriso, todo o abismo no qual eu caía de forma incessante, parou por ali. Companhia. Em uma nova jornada. Segurou-se bem forte na minha mão e juntos, fomos diante do horizonte no encontro da eternidade.

Benzingart - pyscodelic valentine


A primeira estrela cantar, você.

Noturnas - 02

Em nosso curso pela vida encontraremos pessoas que estão vindo nos encontrar, elas podem estar há quilômetros de distância além do mar, elas podem estar vindo por algo, ou por nada, apenas para cumprir certo destino.

Cartas são saudações com um fino domínio do idioma.

A principal alegria da vida tem sua principal fonte nas 'relações humanas', D'us nos fez seres para nos relacionar uns com os outros { homem, natureza, cosmo ) D'us os colocou tudo à nossa volta, Logo ele está em tudo. Em tudo o que podemos vivenciar. Quem vê ao pai, vê ao filho. Quem vê o homem enxerga o respirar do universo. As pessoas só precisam mudar o jeito de ver as coisas.

Quando tu perdoas, tu amas. E quando tu amas, é a luz de D'us que brilhe em ti.


Amo a noite como ninguém já ouviu falar, toda essa imensidão gritando lá fora requer minha atenção.
Abaixo, lua e estrelas saudão como servos
Iluminam minha face
Amaciam a minha pele
Levemente sinto o toque de suas mãos.
A luz prateada cobre todo chão cercado de poeira.
E eu não poderia estar em outro lugar, se não junto de ti.

Ondas sonoras
Ventos do Norte
Noite
Órion
Sírios
Além da camada que nos envolve
Além da placenta universal
Além do simples iluminar noturno
Guardo um segredo sonolento...


Noturnas - 01

Não posso tocar-te
Nem ver-te

Os dias são lentos e despejam sob nós esta glória de infinitas inspirações.
Estou esperando ansiosa pelos dias do Sol ingênuo e da Lua prateada gentil.
Seus dias estavam tão furiosos com sua falta de tempo e ausência de viver.
Andando sem norte e como um barco sem destino, onde o vento o sopra sem saber para onde vais.
Sem sentido é viver a caminhar sob uma terra seca e morta onde as criaturas esqueceram o amor.
Então sim, eu sinto muito pela minha inconstância e surtos cósmicos diários.
Mas a vida terrena como a maioria vive não é o maior sentido para mim, se cá eu voltei a escrever.
Foi para te(me) ver.
A tão preciosa inspiração.

1. Novo Lar.
2. Nunca o frio foi tão devastador.
3. Um novo amor.
4. Sentimentos arteiros
5. Diários infinitos.




O silêncio nunca é Eterno...

Não sei o que fazer: sinto duas almas em mim....





Ela pegou alguns lençóis velhos brancos desgastados.
Colocou-os sobre a terra ainda úmida.
Sentou-se comeu algumas frutas.
Era noite em lua azul.
Todos ao redor em sua vizinhança já adormeciam;

Seus pés estavam frios e seus lábios tremiam.
Uma camada densa de frio cortante se aproximava.
Mas era dia de festejar.
Sobre seus lenços finos e suas pétalas de flores jogadas ao chão.
Fechou os olhos e mordeu uma maçã.

Estava sozinha e sozinha vivia
O ponteiro do relógio da cidade iam às 00:00
Era hora de regressar para as ruas solitárias da cidade
Uma raposa com sua calda vermelha transitava pelas ruas
Toda a claridade era azul e não se ouvia nada

Caminhava carregando e puxando pelas ruas seus lençóis
Ninguém poderia vê-la, a cidade caía em sono
Enquanto ela desperta vivia seus sonhos
Tudo era calmo e esquisito também
Solidão jamais solidão, não por obrigação.

Ao deparar-se com o soar do relógio na cidade
As patas que caminhavam gentilmente pelas ruas: Uma raposa
As portas em tons de barro todas fechadas com trancas
Nenhum jardim, nenhum sorriso noturno.
Ela decidiu regressar a mata, e por lá voltar a dormir...

Uma árvore, um carvalho e alguns lençóis velhos
Tornou sua casa naquele momento
E deitou seu corpo frágil abaixo dos reflexos da lua
E fechou os olhos e sorriu
Talvez este não seja um conto qualquer...


Memórias gélidas

Não vejo mais tantos os sorrisos sinceros e os abraços confortantes. Ninguém mais sai para colher flores ou observar as nuvens cortarem os céus... Ando tão solitária que parece que o planeta que habito tornou-se um um grande amontoado de caixas bagunçadas em um porão velho e mofado.

Sinto falta dos olhares misteriosos, das conversas sinceras além das redes sociais; toques, emoções, sensações, sinto falta da verdade... 

Hoje as pessoas caminham sem essência, ninguém mais quer ter uma roda de diálogos sobre a formação dos planetas sinceros, e os amigos realmente esticaram, cederam ao mundo conturbado que vivemos: esse sistema impróprio e escuro. Quem achar que é feliz caminhando sobre esta terra de horrores não pode ser normal.

" Olhe as pessoas mais de perto.
Vejas suas ações e emoções... 
Sinta a essência das pessoas
Como energias perdidas
À procura de um encontro real..."





Algumas inspirações

Deo, amo diversas formas de arte e as inspirações excêntricas, para mim não existe uma vida diária sem aspirar algum tipo de arte visual todos os dias. Devo afirmar que alguns tipos de arte são feitas para termos um aumento em nossos sentidos que nos fazem buscar histórias e criar histórias. Amo diversos movimentos artísticos e clássicos, mas hoje tenho alguns apreços por artistas pós-modernos que muitas vezes anônimos ao grande público, possuem mãos mágicas e detalhes grandes. Destaquei algumas imagens que fazem meus dias mais inspiradores, talvez gostem, apreciem. 

 Particularmente amo as texturas e me sinto em êxtase sempre que as vejo, minha linda inspiração.




Não sei como me expressar sobre Beda, sempre tento pintar coisas assim mas infelizmente acho até um insulto tentar fazer algo similar. 



Possui umas criações absurdamente excêntricas e surreais... tal como minha vida...



Também é meu favorito em criar coisas estranhas e bonitas, menos as aranhas é claro.




Takiyaje:
Nunca gostei de bonecas, mas estas sim ganharam meu coração.




" A pintura deve parecer uma coisa natural vista num grande espelho." 
Leonardo Da Vinci

Assim como tu e eu, este poema não existe...


Meu retrato é um luto diário
Meus espelhos são escondidos.
Quem vive de morrer, pouco se vive.
Nomeei estrelas em teu nome
E todos os dias posso te ver

Minha natureza é um fantasma
Com sorrisos tímidos
Tu és suficiente
Tu és sempre suficiente
Sobre o meu luto diário, tu és luz.

Não confio no destino para guiar
Nem em mim para me mostrar
Mas talvez temos uma chance com as estrelas
Tu és maior do que qualquer dor
Maior do que lágrimas nas estações

Eu despareci no fundo do mar
E continuei a nadar
E uma onda de mistério te trouxe à minha vista
Eu andei morrendo hoje e ontem também
E agora tu és razão por me deixar viver

Meu julgamento é como um tecido de cetim
É suave como o toque de algodão
De um sono intenso tu mostrou-me uma nova vida
Eu nem vou te escrever
Não preciso te mostrar o que já sabes
Apenas vá lendo devagar algo que não existe.

( ... Ainda )

Algo sobre um silêncio

- Fui marcada pela querida amiga Mab para responder esta Tag bem simples.
Não sou muito de responder tags porque eu quase nunca tenho algo legal.
Mas agradeço sua lembrança e aqui está.



NOME: Ana Karolina (mas todos me chamam por Anite)

ANIVERSÁRIO: 01 de Abril

ZODÍACO: Áries | Ascendente Libra

HORÁRIO: 5:30pm

SONO: Eu tenho muito sono, o tempo inteiro.. Penso que as vezes necessito mais de 9 horas de sono para meu corpo descansar por completo.

LIVROS: Iluminuras - Arthur Rimbaud; Jane Eyre - Charlotte Brönte; Isis sem Véu - Blavatsky; Walden - Thoureau; Livros de Da Vinci...

ARTISTAS: Leonardo da Vinci; Vincent Van Gogh; Wassaly Kandinsky; Willian Turner; Claude Monet; Dante Gabriel Rossetti dentre outros.

ESCRITORES: Arthur Schpenhauer; Arthur Rimbaud; Carlos Drummond de Andrade; Ariano Suassuna; Friedrich Nietzsche; Luís Vas de Camões; Gregório de Matos; Rumi; Henry David Thoureau; Jane Austen; Charles Dickens; Leonardo da Vinci; Helena Blavatsky; Antoine Saint-Exúpery...

COMPOSITORES: Brambles; Erik Satie; Yann Tiersen; Vivaldi; Arvo Pärt (amo muito); Tchaikovsky; Liszt; Max Richter; Oskar Schuster; Édith Piaf; Set Fire to Flames; Dustin O'Halloran...

DIRETORES: Andrei Tarkovsky; Jean-Pierre Jeunet; Alexandr Sokurov são o que marcaram meus filmes. (desconheço muito o lado do cinema)

ATORES: Geralmente não marco artistas favoritas pois cada um exerce um personagem que as vezes eu admiro ou não. E não vejo muitos filmes então fica dificil selecionar algum...

ULTIMO FILME QUE VI: Cavalo de Guerra ( gosto do cenário do filme )

UNIVERSIDADE: Artes

EMPREGO DOS SONHOS: Algum trabalho que envolva cuidar de pessoas e envolve-las com a arte.

SIGNIFICADO DA MINHA URL: É muito simples, silêncio. Sou uma pessoa que ama escrever a qualquer momento e não aprecio muitas companhias, prefiro caminhar sozinha ou sentar-se em algum lugar quieto.


Tu podes ouvir e sentir Arvo Pärt & Tarkovsky... 



Era Porcelana


Sou como uma casa velha de assoalho ruidoso
Com centenas de quadros pintados a mão, amontoados em um porão
Cada pedaço de uma parede em tons pasteis
É como um mergulho a uma vida jamais vivida.
Não tenho métodos para seguir em uma estrada como meus irmãos.
Eu não sou uma pessoa.
Não sou humano.
Não pertenço a lugar algum mas à todos os lugares que eu possa estar.
Sou frágil e tenho diversas rachaduras pelo corpo
Meu integro continua intacto
Mas minhas mãos e meus pés estão quebrados
Não me toque sem antes ter tocado um vaso quebrado....

" Tenho mil segredos escondidos pelas cidades, tenho escrito em papeis amarrotados alguns segredos mágicos, deixo-os enrolados com uma fita abaixo de algumas árvores nas praças das cidades aonde eu passo. Vivi presa por um tempo, onde não pude ter um dia de respiração tranquila, agora estou marchando lentamente pela grama molhada da chuva passada, meus olhos que antes viam apenas uma brecha de luz agora vê todas as estrelas em um largo campo de visão. "

Um sonho não tem lugar

Todos os meus sonhos estão se deslocando para diferentes viagens...

"Uma caixa dourada deixada sobre uma mesa de madeira entona sussurros de magia." 
Ao abrir essa caixa tu cairás em um sono profundo. Abrindo os olhos e visualizando as mais diferentes criaturas noturnas, tu percebes que nunca despertou... andas vagando pela terra em busca se sí. Andas vagando sobre um amontoado de histórias do passado nas quais não consegue colorir. A caixa dourada sobre a mesa está lacrada com seus sonhos mais sublimes e desesperadores. Alguns sonhos estão se afogando nas margens de um oceano. Outros sonhos estão planando sobre uma terra lúgubre de areia límpida. Os sonhos mais puros estão sobre o nosso tímido amanhecer, quando nossas pálpebras finalmente criam forças para enxergar a claridade da manhã. E quando tu percebes, esqueceu sua caixa dourada lacrada. Nada pode ser lacrado por um longo tempo. Tudo será diluído com o tempo. O tempo é uma ampulheta de dias infinitos. Se sua caixa dourada permanecer intacta sem o toque mágico das suas mãos para abrir seus sonhos mais profundos, o tempo nada vale. O tempo está sempre esperando que as caixas sobre as mesas sejam abertas todas as manhãs.
Meu sonhos são escuros e calmos, mas também são doces com sons gentis. Eu nunca estou muito próxima das pessoas e não faço muitas amizades pois estou sempre partindo e deixando um rastro de folhas secas no caminho. Alguns podem pensar que sou alguém egoísta por me afastar e permanecer distante. Mas na realidade eu sou uma criatura que não consegue ficar muito tempo em sociedade. Prezo os amigos mas meu conforto está para além dos cercados das grandes cidades.

#Notas

"Você tem que aceitar que algumas pessoas não são feitas para conversas profundas...!"

*

Todos temos fantasmas em nossos dias.
Alguns são nebulosos e nos fazem chorar,
Outros são lua e estrelas e carregam luz eterna.

*

Sempre apareço em lugares misteriosos e 
logo saio minuciosamente dos mesmos.

*

Muitas vezes no dia eu estou em silêncio,
mas isso não quer dizer que eu não tenho ago a dizer.
As vezes só tenho tanta coisa na minha mente que não consigo me expressar.


 



RAZÕES PARA ESTAR FORA DA MINHA ZONA DE CONFORTO:

1. Pessoas especiais { amigos limitados}
2. Livros
3. Variados tipos de Café
4. Arte
5. Chuva
6. Supermercado
7. Aulas {menos importante}
8. Som do Mar
9. Variadas árvores
10. Cartas
11. Meus pulmões
12. Minha sanidade
13. O desconhecido...

Há uma palavra islandesa "skúffuskáld," que significa alguém que é secretamente um poeta. 
Literalmente significa "poeta gaveta", alguém que escreve poesia mas joga tudo em sua gaveta ao invés vez de mostrar isso para as pessoas.